Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2014

Made in Excertos de um Livro por Escrever
(...)
Rendi-me ao clichê do "amo-te", de te dizer todos os dias o quão importante és para mim, do "tenho saudades tuas", também me rendi ao que era mais fácil, mas clichês são tão bons de ouvir, eu gosto tanto de ouvir clichês, só que nunca te cheguei a perguntar se gostavas de os ouvir.  Esta noite, acho que mereces mais. Hoje vou declarar-me a ti, sem clichês . Somos uma combinação perfeita entre o exagerado e o contido, sendo eu o exagerado e tu o contido. Aprendi isso contigo, ser contido não é mau, é só uma "qualidade" a contornar. Se me perguntarem se custa sentir-te longe de mim sempre que eu precisava de um abraço forte ou de um carinha na cara, eu não negaria, eu diria que custa, mas acrescentaria que isso não faz de ti um Homem mau ou um Homem ausente, eu diria que se fosses um tal que chorava a toda a hora eu pôr-te-ia fora da porta no primeiro segundo porque eu preciso de força, eu preciso de um Homem assi…