Cada um sabe de que maneira ser o que realmente quer ser. Cada um faz a falta a outro que quer fazer porque se não se ausentar que tipo de falta pode causar? Digo isto porque existem várias maneiras de falta: Quando estamos presentes em corpo e ausentes em mente, quando estamos presentes em mente mas o nosso corpo não se consegue transportar para perto da nossa mente, depois vem o "tenho que ir, já é tarde", "tenho coisas para fazer!", "o autocarro não espera e eu não tenho outra, a minha Mãe pode ficar preocupada", "não entendes que estamos numa festa, não dá para nos comermos aqui no meio", "tenho sono, perdoa-me, ando cansado, amanha falamos." (...) Passava aqui o resto da noite a citar as mil desculpas que damos para não ficar. Queremos ficar, ficamos, se não temos mais autocarros, pegamos um táxi, se não houver dinheiro, vamos a pé, à chuva, ao sol, de bicicleta, em cima de um cão grande (de que até temos medo), se não temos bateria no telemóvel para ligar à Mãe, pedimos uma chamada de cinco segundos a um desconhecido na rua, inventamos uma história, qualquer coisa, quando queremos ficar, ficamos, e não fazemos falta. Simplesmente, ficamos. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue